E as festas e eventos da sua igreja, ainda não passou dos limites?

Congressos, festas, encontros, jantares, etc. Um dos piores sintomas que a igreja evangélica demonstra na atualidade que denuncia a sua perda de foco, é a quantidade e variedade de eventos que constam em seu calendário, principalmente voltados para seu publico interno, arrecadar fundos e poucos frutos para sua missão. Esse é um sintoma ruim porque…

Leia mais

A “Denominação” que mais cresce no Brasil: Os evangélicos sem igreja

Qual seriam as razões dos evangélicos tão caracterizados pela assiduidade de frequência à igreja estarem abandonando esta prática? Os números dos ultimos censos do IBGE trouxeram esta constatação até de certa forma surpreendente para os conhecedores do segmento evangélico e mais alarmante aida é que o volume de pessoas que deixam de frequentar as igrejas…

Leia mais

Igreja que perde jovens está trilhando o caminho de seu fim como instituição.

Os Sintomas de uma igreja que perde jovens, além do envelhecimento da membresia, é ter muitos jovens e adolescentes até os 18 anos, poucos entre 18 e 30 e alguns “solteirões” que continuam fazendo numero nas atividades dos jovens. Entenda-se jovens, não apenas pessoas solteiras e sim, todos aqueles em idade entre 16 e 30…

Leia mais

Igreja que não tem seu foco em evangelizar não é igreja em Plenitude

Igreja para ser igreja precisa cumprir sua missão senão perde a razão de existir. O Conceito de Missão é simples: É a Razão ou o que faz sentido de algo existir. Quando algo não cumpre sua missão, sua existência perde o sentido, tal como a faca que não corta, o carro que não anda ou…

Leia mais

PRECISAMOS PREGAR O EVANGELHO PARA OS EVANGÉLICOS?

De forma equivocada, o meio evangélico foi, e ainda é ensinado, e em sua grande maioria entende que o Evangelho deve ser pregado a todos aqueles que não pertencem ao seu modelo de credo e práticas religiosas, mais diretamente à sua igreja. Para complicar ainda mais, muitas pessoas aprenderam a pregar algo que não é…

Leia mais

Evangelização ou Tijolos e Concreto: Qual a prioridade?

Apesar da questão parecer estranha, no âmbito de muitas igrejas, quando o assunto é investimento isso parece não ser dúvida: Os seus recursos são vorazmente consumidos em construções, reformas, prédios, tijolos, concreto,automóveis, conforto, estrutura e festejos. Mas não é necessário? Existe erro nisso? Aparentemente não, mas vale analisar com mais cautela outras questões antes de…

Leia mais