Predominantemente cultuado pelo mercado da música gospel, porque a ideia de um todo poderoso que resolve todos os problemas, prospera e dá vitórias, é simpática e vende muito mais que o Deus da Cruz, das renúncias e que é Senhor e não servo. Esse “deus” também é potencializado por pregadores que buscam plateias e aplausos e largamente aceito pelo público, porque é uma figura desejada por todos, ter um todo poderoso agindo a seu favor, sem nenhuma contrapartida. Esse tipo de música e pregação antropocêntrica se prolifera vertiginosamente no ambiente religioso e sem que quase ninguém perceba, já tomou conta da liturgia dos cultos, eventos e atividades de muitas igrejas.

O problema é que o fato de conterem ou se referirem com expressões verdadeiras em suas letras, criam a ilusão de que isso é toda a verdade e ainda, ganha autenticidade por serem cantados ou pregados por pessoas que supostamente tem conhecimento suficiente para avaliar a verdade e dar credibilidade ao que falam e cantam, ou mesmo pelo fato das igrejas aceitarem isso sem nenhuma ressalva.

Deus realmente resolve problemas, cura, dá prosperidade, enfim, faz muito mais que isso, mas o problema é falar ou cantar isso de forma tendenciosa e ser interpretado pelas pessoas de maneira que fortalece e dissemina a ideia que Deus está pronto a servir os homens e tem obrigação de resolver seus problemas, simples assim.

Esse conjunto de fatores deu origem e está fortalecendo uma heresia altamente perniciosa, que de forma sorrateira e silenciosa, está sendo aceita pacificamente pela maioria das igrejas, por dar ânimo e motivação ao às pessoas, atrair público, gerar movimento e criar uma ilusão de utilidade da instituição. Na realidade a corrente de desapercebidos que dão vazão à essa heresia  está contribuindo para desvirtuar a integralidade das verdades bíblicas e distorcer o significado do que é ser igreja, além de induzir às pessoas ao engano no conhecimento do evangelho e principalmente, na maneira distorcida de conhecerem a Deus.

A essência dessa heresia está em ocultar a totalidade da verdade bíblica, utilizando-se apenas da parte dela que agrada aos querer dos homens. Isso fortalece a ideia de que estar em uma igreja é atraente à lideranças desapercebidas, apenas para que se tenha bons resultados numéricos, mas com isso está se deixando de lado a doutrina da salvação, interferindo negativamente no propósito do relacionamento do homem com Deus e distorcendo o significado do que realmente é ser cristão.

Ao apresentar subliminarmente Deus como um servo, que sua função é resolver os problemas dos homens, essa heresia coloca o combate do pecado nos porões da igreja, diminui o significado do sacrifício de Cristo, e em adição, obscurece a soberania de Deus, porque o coloca na condição de até receber ordens dos homens e ainda transforma a igreja em lugar de busca de favores ao invés de ser um altar de adoração a Deus.

Não é necessário mais argumentos para que se entenda a inteligente estratégia diabólica que está por detrás dessa heresia silenciosa. Ou a igreja combate veemente isso, ou estará servindo à propósitos obscuros das trevas e assim deixando de cumprir sua verdadeira missão, para dar espaço e vazão dentro de seus domínios, a uma das mais eficazes estratégias do inferno para neutralizar a ação da igreja propagar um um deus falso e limitado como se fosse o Deus Soberano e verdadeiro.

Pr. Eroni Fernandes

Posted by:Eroni Fernandes

Empresário, Pastor, defensor de uma igreja MENOS INSTITUIÇÃO e mais IGREJA DE VERDADE, relevante, focada na missão e com dedicação à sua razão de existir: Evangelizar e levar paz, alívio e salvação ao seu redor, expandindo na sua redondeza e alcançando o mundo.

2 respostas para ‘A heresia silenciosa do “deus” que serve o querer dos homens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s