Parece loucura falar isso, mas do ponto de vista espiritual a igreja sempre deve estar em luta contra as hostes inimigas. Quando não cumpre sua missão, não avança sobre o campo de ação do inimigo, as batalhas espirituais e o enfrentamento diminuem e assim a inércia da igreja e a falta de seus frutos, “diminui a necessidade de trabalho do inimigo” para atingir seus objetivos.

Imaginemos que se o inimigo quisesse ficar de folga, quais conselhos ele daria para a liderança de uma igreja:

  • Pregue muita prosperidade e pouca Cruz;
  • Fique sempre pedindo dinheiro ao povo e prometendo bênçãos em troca! Não precisa falar toda verdade bíblica, fale só o que interessa para convence-los a dar cada dia mais.
  • Promova muito movimento e pouca adoração a Deus.
  • Põe a igreja para orar só uma vez por mês e contente-se com meia dúzia que vai aos demais períodos de oração, pois hoje as pessoas são muito ocupadas;
  • Invista muito em construções, carros, imóveis equipamentos de forma que não sobre nada para investir sistematicamente na evangelização;
  • Crie um departamento de evangelismo só para tirar o peso da consciência que está evangelizando, pelo menos você fez a sua parte;
  • Aliás, não direcione nada de recursos para esse departamento, deixa que as pessoas se virem, façam promoções e arrecadem, afinal a igreja tem poucos recursos e tem muito no que investir;
  • Se convença que ser igreja é só manter a rotina religiosa e a agenda de atividades de sempre.
  • Faça muita ativismo voltado para a membresia e quase nada voltado para os de fora da igreja;
  • Não se preocupe com os que saem da igreja, são todos rebeldes mesmo;
  • Quando a pessoa errar, põe pra fora da igreja, pois ali é lugar só para quem é santo;
  • Não cuide das crianças da igreja, pois elas dão muito trabalho e tem tempo de aprenderem o evangelho;
  • Se convença que os jovens são rebeldes mesmo, dão trabalho e eles sairem da igreja é normal;
  • Trate diferente e acoberte erros de quem contribui bastante pois eles são quem sustenta a igreja;
  • Não valorize seus liderados, obreiros e dirigentes, pois o chamado exige sacrifícios mesmo;
  • Preserve radicalmente o tradicionalismo pois as idéias dos mais novos são uma ameaça para as pessoas mais antigas da igreja;
  • Não se desgaste combatendo todos os pecados, as coisas mudam e muita coisa na bíblia já não faz mais sentido na sociedade moderna;
  • Não se preocupe com discipulado, pois as pessoas vão aprendendo com o dia a dia da igreja;
  • Promova bastante “entretenimento gospel” para o povo pois é isso que retém as pessoas na igreja, se possível dentro da liturgia do culto;
  • Dedique seu tempo para cuidar das finanças, obras e as relações institucionais da igreja e seja pastor só no culto, para ocupar, destacar e manter sua posição;
  • Aliás, ser pastor presidente ou líder máximo de uma igreja é um cargo muito importante, cuide dele, não pode ficar dando atenção ao povo, nem tendo tempo para atender os fiéis, deixa isso para seus acessores, só não esqueça de ser político e aperte a mão de alguns populares ao final dos cultos e aproveite ocasiões para abraçar alguns em público.
  • Aproveite todas as datas festivas que possam celebrar sua posição e faça cultos de comemorações, chame de ações de graças e aproveite para arrecadar presentes e indignar o povo.
  • Não dê espaço e livre-se de pessoas que falam contra essas coisas, as pessoas precisam saber que um líder que está na frente de uma igreja foi Deus que colocou e quem sabe fazer certo é ele! Não abra mão disso.

Tem muito mais além disso, mas para bons entendedores isso é suficiente. Que Deus tenha misericórdia e que não permita que coisas como essas aconteçam na igreja e que seu espírito continue revelando, avivando e despertando pessoas para lutar contra essas coisas.

A igreja precisa tomar sua posição conforme a missão que Cristo lhe atribuiu e assim sair da inércia que favorece ao inimigo. A igreja precisa ser como um exércitos do céu em favor do reino de Deus e não um ponto neutro ou que serve a outros propósitos. Para ser igreja é preciso enfrentar e combater o pecado, pregar o evangelho e fazer a diferença como agente do céu aqui neste mundo e quem se omite ou trilha esses caminhos adverso favorecendo o “sossego” do inimigo pagará o preço da sua omissão diante do todo poderoso e justo juiz.

Pr. Eroni Fernandes

Posted by:Eroni Fernandes

Empresário, Pastor, defensor de uma igreja MENOS INSTITUIÇÃO e mais IGREJA DE VERDADE, relevante, focada na missão e com dedicação à sua razão de existir: Evangelizar e levar paz, alívio e salvação ao seu redor, expandindo na sua redondeza e alcançando o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s