O inferno espera os crentes que “se acham” merecedores do céu!

Frequentar uma igreja, ser religioso não nos faz melhor que ninguém nem nos dá direito adquirido à salvação. Necessitamos da misericórdia e da Graça de Deus tanto quanto o pior pecador que possamos identificar pela nossa péssima mania de julgar pecadores maiores e menores!

Expressões e “crentices” como: “Nós que servimos a Deus” ou “Senhor eu que sou teu servo”, “Nós que frequentamos a sua casa”, e outras mais, são até comuns de se ouvir no meio cristão, como forma das pessoas crentes, que se acham, como diz o dito popular, “o bicho da goiaba” só porque é crente, frequenta uma igreja, ora, prega, jejua, etc. Isso é muito bom e faz parte da vida cristã, mas não é mérito para ninguém.

Para complementar esse orgulho de ser crente, é comum se rotular qualquer pessoa que não tem essas práticas ou não frequenta a sua igreja, de como no mínimo, um ímpio e pecador, e ainda selar o destino de outros ao inferno, enfim, se acham! A esses a mensagem é simples e direta: Se perceba: Você é tão pecador e necessitado da misericórdia de Deus quanto o bêbado da sarjeta ou a prostituta da esquina!

O orgulho e os méritos que alguém pode se auto atribuir por estar tentando vencer a vida de pecador e buscando servir a Deus, não o faz melhor que ninguém. Pelo nosso merecimento, teríamos nada menos que a condenação eterna, a salvação é única e exclusivamente alcançada pela graça, misericórdia e pelos méritos de Cristo na cruz!

Tem gente que perdeu a noção do que é pecado e que é um pecador por natureza e julga os outros pelo exterior e se auto-salva pelos méritos que acha que tem, esquecendo da principal lição de Jesus sobre salvação que foi o arrependimento do Ladrão na cruz, que em seu ultimo momento de vida reconheceu sua condição e méritos de Cristo.

Quer um exemplo: vá a um velório de alguém que na visão comum estava “desviado da igreja” e veio a falecer. A expressão que mais se ouve é: Que pena, podia ter voltado para a igreja antes, ou, foi sem salvação, etc., daí a pergunta: Quem é capaz de afirmar tais coisas? A quem neste mundo foi dado condição para fazer tal julgamento? Ninguém!

Pois para surpresa de muitos, uma pessoa que já conheceu o evangelho e encontra-se afastado, no seu último momento de vida, pode expressar um arrependimento mais genuíno que o “crentão” que se acha merecedor do céu e não tem a humildade de se achar um pecador como realmente é. Isso sim pode ser determinante onde cada um passará a eternidade, não a visão e julgamento humano por méritos visíveis ou histórico de vida, como se o amor e a misericórdia de Deus tivessem um alcance limitado que algum humano pudesse sequer imaginar.

O que capacita o homem a alcançar misericórdia sobre sua condição pecaminosa é exatamente o reconhecimento de Cristo como salvador e o arrependimento de seus pecados. Se todos os dias não nos reconhecermos como pecadores e não confessarmos nossa condição, fatalmente nos colocamos em rota de perigo de perdermos a salvação. Para isso, não conta nossos anos e anos frequentando uma igreja, r a ninguém é dado o direito de se achar merecedor do céu por direito adquirido, como muitos crentes que se acham merecedores do céu por sues próprios méritos.

É hora de produzirmos frutos ao invés de andar com uma balança na mão para pesar os outros. Não estamos aqui para julgar ou sentenciar alguém para onde vai passar a eternidade. Nós recebemos de Jesus um ide e estamos aqui para pregar o evangelho e se não fizermos isso e formos omissos e desobedientes, nós é que nos expomos a errar o caminho e no final, chegarmos onde não queríamos!

Pr. Eroni Fernandes

Instagram eronifernandes e novosreformadores

#crentes que se acham

#os crentes que vão para o inferno

5 comentários em “O inferno espera os crentes que “se acham” merecedores do céu!

  1. Tudo isso só ocorre por que o homem infelizmente ainda insiste um ser o dono da verdade, sem ao menos se dar ao trabalho de estudar qual é realmente a verdade. Ela existe sim e dói muito, sendo então mais fácil seguir aquele que nos diz exatamente aquilo que gostaríamos de ouvir

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s