Não aguentei! Não é possível conviver com situações que afrontam as convicções mais básicas de ser cristão. São atitudes que causam estranheza e espanto nas pessoas que te conhecem, mas que no fundo dizem: tem alguma coisa aí que não fecha, eu conheço ele não agiria assim se não houvesse algo. Por isso é sempre importante compartilhar e ser claro para que cada um tenha suas conclusões, mas diante da verdade.

Se rebelar contra essas coisas jamais será ser rebelde contra a igreja, pois isso é coisada instituição, da organização, da denominação. A igreja verdadeira, pura e Santa, está fora disso, e necessário ter aversão à essas coisas para fazer parte dela! Também não é se rebelar ou tocar no ungido do Senhor, como muitos querem se proteger por detrás dessa expressão bíblica, porque a unção ministerial é para pastorear a igreja viva, santa e verdadeira, ser pastor de verdade. Essa unção e proteção do Senhor não alcança homens em atitudes fora do propósito que ele os chamou, que estão fora do evangelho, que perderam o amor, que não exercem o pastoreio. Essa unção não é sobre uma posição, uma cadeira, ela protege homens de Deus no estrito exercício ministerial dentro das verdades bíblicas. Além do mais esse texto bíblico se refere a proteção de Deus contra os poderosos e não do povo: “A ninguém permitiu que os oprimisse; antes, por amor deles, repreendeu a reis, dizendo: Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas” (I Cr 16:21-22).

Não sou rebelde, também cometo erros, mas por tudo que aprendi e tenho por certo, não consigo me acovardar e conviver pacificamente com determinadas coisas das quais sou convicto que não fazem sentido existirem dentro da instituição igreja. Contra isso, me rebelei sim:

  • A um sistema religioso que se agigantou e sufocou a igreja verdadeira, que ao invés de liberdade em Cristo, “escraviza” pessoas, algema chamados a um “muro” do sistema e que forma patrimônio financeiro ao invés de ampliar o Reino de Deus;
  • A uma instituição que amo, respeito e faço parte e que com exceções é claro, está cada dia perdendo foco na sua missão de ser agente do Reino de Deus nesse mundo e aproveita-se da simplicidade das pessoas que são a maioria de seus membros, para manter-se uma religião forte mas que sufoca a igreja verdadeira de crescer;
  • A lideranças que estão anestesiadas quanto a verdades básicas do evangelho, influenciadas pelo poder e conforto de seus cargos e assim deixaram de pastorear e para apenas administrar obras, obreiros, eventos e gerenciar finanças!
  • Uma instituição onde obreiros que estão focados no trabalho passam necessidades e angústias terríveis, sem poder nem gemer e ainda sofrem restrições de recursos básicos para exercerem bem o seu chamado;
  • A lideranças que veem a membresia estagnada e decrescendo, jovens se evadindo, pessoas descontentes, angustiadas e isto não lhes incomoda. Além de não perderem o sono por isso, não fazem nada e ainda acham normal e se justificam usando a bíblia, dizendo que nos últimos dias o amor de muitos esfriaria mesmo.;
  • A politicagem que tomou conta da vida ministerial, numa busca desenfreada por posições, cargos, flashes, confortos e luxos enquanto falta amor, pastoreio e bálsamo do céu para o rebanho;
  • Ao uso do dinheiro sagrado da igreja, sendo investido em coisas fora da missão da igreja ou em projetos babilônicos, enquanto obreiros, missionários, instalações e principalmente o evangelismo dependem por exemplo, de vender pastel e pão caseiro na cantina para suprir suas carências;
  • A lideranças que usam a igreja em benefício próprio e que ganham 5, 10 e até 20 vezes mais que a média de seus obreiros liderados, gerando uma disparidade de rendimentos que não se vê em lugar nenhum na vida secular.
  • A Líderes que amedrontam a membresia com textos bíblicos qualificando-os de ladrões por não contribuírem, mas não qualificam dentro da mesma verdade aqueles que administram mal, usam mal, ou fazem uso em proveito próprio e de sua família, dos recursos sagrados das contribuições;
  • A líderes que usam de retaliação a qualquer um que ouse se manifestar mesmo que sabia, cuidadosa e respeitosamente contrário a qualquer coisa no âmbito de sua liderança.
  • A lideranças que enquanto ovelhas definham na ignorância das verdades básicas do evangelho, usam a bíblia e o púlpito e as enchem de mensagens motivacionais ampliando seu vazio interior e ainda iludindo-as com sutis desvios doutrinários que lhes favorecem, pregando um deus servo que realiza desejos e dá vida boa neste mundo e não pregam mais contra o pecado nem a doutrina básica do evangelho, a salvação!
  • A obreiros que se submetem a fazer ou são coniventes com coisas de caráter duvidoso ou contra suas convicções como contrapartida para manter suas posições, rendimentos e privilégios e fazer sua “média” com a liderança;
  • A uma instituição que aprendeu encher calendários, fazer muitas festas, eventos e movimentos, gastar fortunas sem foco nem preocupação com a necessidade de dar frutos, de ganhar almas ou de impactar pelo menos seu derredor com o evangelho;
  • A um evangelho de favores que não combate mais o pecado ainda é seletivo e interesseiro conforme a posição das pessoas;
  • A agremiações, convenções de ministros e ministérios, que praticam a política do mais baixo grau, acobertam pecados e contornam situações constrangedoras de seus membros influentes, mas usam medidas severas para quem não tem apadrinhamento nem influência no sistema;

Contra esse tipo coisas me rebelei sim, e vou continuar rebelde, vou lutar contra, pois foi assim que aprendi, foi para isso que Deus me chamou e principalmente, para lutar e arrebanhar outros que sofrem com coisas como essas, mas sentem-se inertes frente ao gigantismo do sistema e que não conseguem se manifestar.

Sempre fui e sou respeitoso e subordinado a minhas lideranças, mas aprendi a servir e obedecer a Deus e a sua palavra antes de qualquer coisa e como servo do Senhor, e na seriedade que procuro servir a ele, dentro de minhas limitações, tenho convicção que devo lutar contra essas coisas, mesmo que pareça ou me rotulem de REBELDE, ou como uma ovelha negra, que me rebelei ou mesmo que perdi a cabeça.

Ai de mim e de quem for conivente ou ficar calado diante de coisas como essas. Chegará o dia que teremos que estar diante do Todo Poderoso para prestar contas e assim sendo, prefiro ser rebelde e isolado diante dos homens, mas manter minha retidão para estar bem diante do Senhor e prestar contas, sem receio de ter feito pelo menos minimamente, mas com dignidade o que ele me chamou para fazer.

Para a conclusão ressalta um texto bíblico à memória que foi escrito pelo também rebele contra essas coisas, o Apóstolo Paulo:

“Acaso tornei-me inimigo de vocês por dizer a verdade?” Gl‬ ‭4:16‬ ‬‬

Nota: Os motivos e situações aqui expostos são resultados de experiências próprias, pesquisas, conversas com companheiros e descobertas por diversas formas de relatos. Não se trata de localidades ou de pessoas específicas.

Pr. Eroni Fernandes

INSTAGRAM: eronifernandes e novosreformafores

Posted by:Eroni Fernandes

Empresário, Pastor, defensor de uma igreja MENOS INSTITUIÇÃO e mais IGREJA DE VERDADE, relevante, focada na missão e com dedicação à sua razão de existir: Evangelizar e levar paz, alívio e salvação ao seu redor, expandindo na sua redondeza e alcançando o mundo.

7 respostas para ‘ME REBELEI SIM! Não contra a igreja, mas contra o que os homens estão fazendo com ela!

  1. A década de 80 até nossos dias a secularização das instituições religiosas cresceu e vem crescendo de maneira gritante.
    Exigir moralidade quando não se vive a prática. Lares sendo destruídos.
    As “ovelhas”sendo dispersas e se perdendo pelo caminho.
    Quando nos omitimos da tarefa a nós confiada. …..Livro do profeta Ezequiel. Diz sobre o papel do Atalaia e do Vigia. …..Sentinela.
    É o que estamos sendo testemunhas oculares se não estamos sendo protagonistas nesta tremenda “babel”do século XXI.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s