A grande dificuldade das pessoas seguirem a Deus e por isso, rejeitarem o evangelho é que muitos ao invés de pregar o evangelho, pregam uma igreja ou o peso das regras da sua religião, do “isso pode é aquilo não pode”, ao invés de apresentar Cristo e um relacionamento cujo fardo leve e libertador!

Essa linha divisória entre religião e evangelho é muito tênue e fácil de confundir, então vamos entender isso de forma ilustrativa:

Um lobo é um lobo, e por sua natureza sempre ataca ovelhas. Para que ele não ataque ovelhas,podemos mata-lo, ou prende-lo em uma gaiola! Isso resolve o problema dele atacar ovelhas, mas não resolve o problema do lobo ser lobo e viver atacando ovelhas!

Se prender o lobo em uma gaiola, isso irá confina-lo em um ambiente que restringe sua ação, limita seu espaço, reprime sua natureza e ele vai ter de viver as regras da gaiola, alimentar-se do que lhe dão, caminhar só até seus limites, enfim, enquanto estiver na gaiola não atacará as ovelhas, mas continuará sendo lobo e com a mesma natureza viva dentro de si e se um dia se ver livre da gaiola, voltará a atacar ovelhas tal qual sempre fez e talvez com maior voracidade ainda, tentando compensar o tempo de gaiola, porque continua sendo Lobo! É ISTO QUE A RELIGIÃO FAZ: Aprisiona, Reprime, limita, mas as pessoas continuam sendo o que são e ao invés de liberdade, vivem lutando para se livrar da gaiola!

Outra forma de resolver o problema do lobo, seria mudar a sua natureza, mas isso não ocorre no campo natural das coisas, somente algo extraordinário poderia fazer isso.

Da mesma forma ocorre com o homem e sua natureza pecaminosa, a religião, como uma gaiola, pode contê-lo dentro de limites e regras de forma que deixe de fazer coisas que sua natureza lhe induz fazer, mas somente o EVANGELHO pode fazer o milagre de transformar sua natureza, de forma que ele, apesar de continuar pecador naturalmente, tenha a consciência de seu pecado e possa lutar em paz contra isso e vencer a si mesmo em Cristo.

Resumindo: A religião contém porque aprisiona, o evangelho apenas transforma e liberta, porque esse é o milagre que Cristo propôs como a verdade que liberta, não por força, mas pelo poder do Espírito Santo!

Quem sente-se aprisionado nas regras religiosas e sofre com o peso do fardo de tentar servir a Deus por suas forças, ainda está na Religião, quem serve a Deus em liberdade, conheceu verdadeiramente o evangelho e foi liberto e vive fora da gaiola sem atacar ovelhas: venceu sua natureza pela forma extraordinária do evangelho!

É por isso que o evangelho produz mudança e torna-se relevante onde é pregado, porque transforma a má natureza humana em um novo homem! O Evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê.

Agora fica fácil para qualquer pessoa fazer a distinção, assim como entender e fazer a auto-avaliação se é realmente transformado ou apenas vive dentro dos limites da “gaiola” da religião.

Entendendo isso, também fica fácil pregar o verdadeiro evangelho e assim as pessoas conhecerem seu poder libertador ao invés de regras aprisionantes! Precisamos pregar o evangelho verdadeiro, é desse milagre transformador que as pessoas precisam na atualidade para alcançar a paz que só Cristo dá através do evangelho!

Pr Eroni Fernandes

Publicado por:Eroni Fernandes

Empresário, Pastor, defensor de uma igreja MENOS INSTITUIÇÃO e mais IGREJA DE VERDADE, relevante, focada na missão e com dedicação à sua razão de existir: Evangelizar e levar paz, alívio e salvação ao seu redor, expandindo na sua redondeza e alcançando o mundo.

2 comentários sobre “Entendendo a diferença entre Religião e Evangelho

  1. Olá, Pr. Eroni!
    Graça e paz da parte de Cristo. Louvo a Deus pela sua vida, e me identifico com seu propósito e chamado, porque Deus também tem levantado a mim e a muitos outros para essa obra de expor às pessoas o que precisa ser refeito dentro da igreja institucional.

    Venho para dois assuntos:
    1. Dizer que considero importante citar de onde foi tirada a inspiração para a analogia do lobo enjaulado utilizada nesse texto. Lembro-me de ter assistido uma pregação do servo de Cristo Paul Washer utilizando essa mesma analogia.

    2. Sugerir a leitura de dois livros a respeito do tema, se você ainda não os leu: Cristianismo Pagão e Repensando o Odre, ambos de Frank Viola. Eles falam a respeito das práticas eclesiásticas que não estão de acordo com a bíblia e que foram herdadas do catolicismo.

    Um grande abraço e que Deus continue usando você nos propósitos dele.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s