Apesar da questão parecer estranha, no âmbito de muitas igrejas, quando o assunto é investimento isso parece não ser dúvida: Os seus recursos são vorazmente consumidos em construções, reformas, prédios, tijolos, concreto,automóveis, conforto, estrutura e festejos.

Mas não é necessário? Existe erro nisso? Aparentemente não, mas vale analisar com mais cautela outras questões antes de dizer se está certo ou errado fazer isso:

  • A igreja está também investindo forte no cumprimento de sua missão como evangelizadora?
  • Suas ações tem foco na sua missão primordial dada por Cristo?
  • Há um plano de crescimento quantitativo e qualitativo da igreja e há investimentos recursos suficientes para tal?
  • Investe em treinamento e atualização de seus pastores e obreiros, cooperadores, etc?
  • As suas prioridades de investimentos são decididas privilegiando a sua missão ou as construções e reformas e outras coisas?
  • Investe recursos do caixa nos projetos de evangelização ou é necessário fazer campanhas e promoções?

Enfim, não é necessário ficar fazendo mais perguntas, com essas respostas é fácil concluir se a igreja está focada em ser igreja, cumprir sua missão ou usa os recursos das contribuições de seus fiéis para ser o equivalente a um incorporador imobiliário do evangelho, enquanto almas que precisariam ser alcançadas continuam no lamaçal do desconhecimento do evangelho que lhes propiciaria alivio no fardo, paz em sua alma e principalmente a oportunidade de salvação em Cristo.

Igreja para ser igreja precisa cumprir e priorizar sua missão evangelizadora e nisso estar seu foco principal e de todas as suas ações, caso contrário nunca será uma igreja em plenitude, limita-se a ser uma instituição religiosa que apenas empreende atividades afins ao evangelho.

Manter a igreja sendo igreja e cumprindo sua missão é de responsabilidade de todos, principalmente de sua liderança. Todos aqueles que direta ou indiretamente, decidindo ou silenciando, são participantes ou cumplices dessas decisões de mau uso dos recursos e desvio de finalidade da igreja, certamente deverão prestar contas a Deus pelo que fizeram, ou mesmo pelo que se omitiram em fazer naquilo que foram chamados por ele.

Pr. Eroni Fernandes

Posted by:Eroni Fernandes

Empresário, Pastor, defensor de uma igreja MENOS INSTITUIÇÃO e mais IGREJA DE VERDADE, relevante, focada na missão e com dedicação à sua razão de existir: Evangelizar e levar paz, alívio e salvação ao seu redor, expandindo na sua redondeza e alcançando o mundo.

Uma resposta para “Evangelização ou Tijolos e Concreto: Qual a prioridade?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s